Como não sou como a comum das mulheres na casa dos 30, sem falsas modéstias sei que sou gira, inteligente, boa, divertida e amiga. Sou também mázinha, crítica, impulsiva, instável, insana. . Sou uma verdadeira Borderline.

.posts recentes

. Iva Domingues ou....a tri...

. Estou de volta!

. Finalmente o início da di...

. Vou começar a dieta do dr...

. Dicas para escrever melho...

. O meu baby. Lindo, não?

. Para ti, meu tesouro:

. O nascimento do bebé:

. O primeiro dia do resto d...

. A tão esperada alta médic...

.arquivos

. Novembro 2011

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2008

Terça-feira, 23 de Março de 2010

Música para os seus ouvidos

Os ouvidos do bebé já estão desenvolvidos ao 5º mês de gestação, por isso, a audição é o primeiro sentido que o feto desenvolve.
  • É verdade que a música tem influência no desenvolvimento do feto? 
  • É verdade que ouvir música pode beneficiar o meu bebé?
  • Como posso fazer o meu bebé interessar-se pela música?
  • Existe algum tipo de música mais aconselhável para o bebé?

É verdade que a música tem influência no desenvolvimento do feto?

Existem estudos que indicam que o feto pode ouvir e reagir ao som e ao movimento, mas isto não está provado. Como não se pode observar um feto, tão bem como um bebé, não se sabe o que os movimentos daquele significam. Tanto pode ser uma reacção de agrado e alegria como pode ser uma atitude de rejeição por desconforto aos estímulos exteriores..

Não existem estudos sobre os efeitos da estimulação, antes do nascimento, sobre a inteligência, a criatividade ou o posterior desenvolvimento do bebé, ou seja, nada demonstra que ouvir música durante a gravidez possa ter alguma influência sobre a inteligência dos bebés.

Existem estudos sim, mas respeitantes às crianças de três ou mais anos, em que se provou que as lições de piano ou de qualquer outro instrumento musical desenvolvem a capacidade das mesmas para entender o espaço tridimensional.

Devido a isto é que alguns especialistas supõem que, se a música tem este efeito nas crianças de três ou mais anos, poderá beneficiar os fetos e os bebés da mesma maneira. Mas estas são apenas conjecturas.

Há quem defenda que os recém nascidos reconhecem a música que a mãe ouviu durante a gravidez e que até conseguem despertar ou adormecer consoante o tipo de música que ouvem. Nada está provado em relação a isto.

 

É verdade que ouvir música pode beneficiar o meu bebé?

topo

Esta sim, é uma verdade incontestável. Basta pensar em como a música pode influenciar o seu estado de espírito, isto é, há música que a faz relaxar e acalmar-se, outra que a ajuda a adormecer e outra que parece dar-lhe energia.

O seu bebé não é diferente e está provado que as canções de embalar o acalmam. Aliás há estudos que indicam que, a música pode até contribuir para a recuperação dos bebés prematuros.

Para além disto, a música ajuda-a a estabelecer uma relação mais estreita com o seu bebé, enquanto dança com ele ou lhe canta uma canção de embalar, antes de o deitar para dormir.

 

Como posso fazer o meu bebé interessar-se pela música?

topo

Em vez de colocar o bebé em frente à televisão para que o mesmo se distraia, dê-lhe um tambor, um xilofone, um piano ou qualquer instrumento musical. Deixe-o brincar à vontade, fazendo a sua própria música.

Faça do seu aparelho de som ou de um instrumento musical, as peças mais importantes da casa. Dance com o seu bebé, ao som das vossas músicas preferidas, brinque com ele a fazer música, e, tenha sempre a música no ar para que o bebé cresça habituado a ela.

Estabeleça a rotina do ir para a cama com determinado tipo de música. Se associar uma determinada música à hora do bebé ir para a cama verá que a hora de dormir pode ser bastante agradável. Crie um ambiente acolhedor e calmo, a música também não deve estar muito alta e o ritmo deve ser lento. Para ajudar deixe o quarto a meia luz.

Independentemente das suas qualidades vocais, procure cantar para o seu bebé. Ele gosta de ouvir a sua voz e sente-se mais protegido. Cante para ele durante as brincadeiras, enquanto lhe dá banho ou de comer e quando o põe para dormir. Procure incentivá-lo a cantar consigo, ensinando-lhe aos poucos melodias simples. Os bebés parecem reconhecer as melodias que ouvem todos os dias.

 

Existe algum tipo de música mais aconselhável para o bebé?

topo

Escolha as melodias que gostar mais. Desde que o seu bebé não demonstre o contrário, pode ouvir as suas músicas preferidas, habituando-o a elas. Os clássicos são sempre apreciados pelos bebés, especialmente Mozart, os ritmos africanos e a música latina também lhes parece ser agradável. Procure apenas, adequar a música às circunstâncias, isto é, se o bebé vai dormir não o deixe ouvir música latina, mas sim canções de embalar.

Não coloque o som demasiado alto e evite hard rock, rap e outras parecidas. Alguns estudos feitos em animais demonstraram que a exposição constante a música caótica e confusa, altera a estrutura do cérebro. O mesmo se passa com as plantas que não se desenvolvem tão bem com este tipo de música como com a música ritmada e harmónica.

 


publicado por Moky às 22:59

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
25
26

27
28
29
30


.tags

. todas as tags

.links

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds