Como não sou como a comum das mulheres na casa dos 30, sem falsas modéstias sei que sou gira, inteligente, boa, divertida e amiga. Sou também mázinha, crítica, impulsiva, instável, insana. . Sou uma verdadeira Borderline.

.posts recentes

. Iva Domingues ou....a tri...

. Estou de volta!

. Finalmente o início da di...

. Vou começar a dieta do dr...

. Dicas para escrever melho...

. O meu baby. Lindo, não?

. Para ti, meu tesouro:

. O nascimento do bebé:

. O primeiro dia do resto d...

. A tão esperada alta médic...

.arquivos

. Novembro 2011

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2008

Quarta-feira, 8 de Abril de 2009

...

"Sometimes life is what is happening while you are busy blogging."

Estou farta de ler esta frase por aí...
E por mais que leia nunca vou conseguir compreender o que querem dizer.

Eu não blogo para passar o tempo, para me entreter quando não tenho mais nada que fazer.
Blogo porque gosto de escrever, porque gosto de me ler, porque gosto que me leiam.
Porque gosto de comunicar.
Para mim serve de terapia.
Não, a vida não passa por mim enquanto aqui escrevo. Pelo contrário, passo a olhar para ela de outra forma. Reparo em pequenos detalhes do dia-a-dia, penso neles, fico com a certeza que quer sejam cómicos, tristes, banais ou pouco usuais, são sempre dignos de serem escritos. Dignos de serem partilhados ou recordados mais tarde.

Escrever, aqui ou num caderno, não tem nada a ver com perder pedacinhos de vida.
Escrever é entender-me um pouco melhor. Funciona até melhor do que dizermos em voz alta aquilo que estamos a pensar, porque juntar estas letrinhas torna tudo ainda mais real.

Não, enquanto blogo não me estou a impedir de viver. Porque este cantinho já faz parte das coisas naturais que compõem a minha vida, como cantar no banho, como ligar à mamã todos os dias (sempre na hora do almoço, coitadinha)  tal como brincar com os meus cães.

E se antes quase todos os dias eu escrevia no meu caderno, fossem dias bons, fossem dias maus, agora EU escrevo para ti, para mim, para ninguém, não importa. O que importa é evoluir. E escrever. 
A vida não passa enquanto dormimos, enquanto lemos um bom livro numa esplanada, enquanto tomamos um banho de 1 hora ou enquanto ouvimos um CD do princípio ao fim.
A vida é também isso. A vida é "feita de pequenos nadas" e é uma pena desprezá-los.

 

Kisses,

 

Moky

música: ainda a piratear...o novo dos xutos!

publicado por Moky às 08:53

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
25
26

27
28
29
30


.tags

. todas as tags

.links

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds